Agricultores familiares de Santana do Maranhão acessam mais de R$ 1 milhão em crédito rural

beneficiário MAIS IDH

beneficiário MAIS IDH

Quem vive no campo sabe que o crédito rural cumpre um papel impactante para que os agricultores familiares tenham uma boa qualidade de vida. Em geral, o crédito rural apresenta taxa de juros menor do que os empréstimos concedidos para outras atividades econômicas. No Maranhão, o município que mais se destacou na aquisição de crédito foi Santana do Maranhão, que integra o Plano Mais IDH e destinou mais de R$ 1 milhão beneficiando centenas de agricultores.

Em média 200 produtores rurais de Santana do Maranhão adquiriu empréstimo por meio do Programa de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). Esse acesso ao crédito é reflexo da prestação de Assistência técnica das equipes do Mais IDH, que acompanham mais de 300 famílias no eixo produção e renda.

“Após receber o valor de R$ 2.700 do Governo do Estado para investir na produção de alimentos, os agricultores familiares do município de Santana do Maranhão começaram a produzir, comercializar e, agora, estão aptos a adquirir créditos para impulsionar ainda mais a produção, gerar trabalho e renda para os agricultores familiares do Maranhão”, declarou o secretário de Estado da Agricultura Familiar, Júlio César Mendonça.

MAIS IDH

MAIS IDH

O município de Santana do Maranhão é atendido pelo Plano Mais IDH e recebe as ações no eixo produção e renda do Sistema de Agricultura Familiar que é formado pela Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (SAF), Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e de Extensão Rural do Maranhão (Agerp/MA) e Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (Iterma/MA).

Com o início do Plano Mais IDH, várias ações de fortalecimento da agricultura familiar foram destinadas ao município: assistência técnica, fomento, apoio à comercialização com a adesão ao Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e nas feiras locais, Programa Cisternas, cadeias produtivas do caju, mandioca, Mais Sementes.

Com o desenvolvimento dessas políticas públicas e o acompanhamento dos técnicos do Mais IDH, os produtores adquiriram confiança para acessar crédito para incrementar a produção.

MAIS IDH

MAIS IDH

“Quando iniciamos nossas atividades em Santana, o índice de inadimplência dos agricultores com o Banco era altíssimo, cerca de 140 produtores deviam. Nós trabalhamos e desenvolvemos o caráter produtivo de cada família e conseguimos destravar e reverter esse índice de inadimplência desses agricultores. Atualmente, cerca de 200 produtores rurais de Santana adquiriram empréstimo que variam entre R$ 5 mil a 15 mil para investir nas atividades como a criação de suínos, aves de corte, horticultura, criação de gado”, explicou Jorge Ricardo, técnico do Mais IDH de Santana do Maranhão.

A produção da agricultora familiar, Bernarda Maria, do povoado Gonçalo, município de Santana do Maranhão, é exemplo de que assistência técnica e crédito rural são importantes para desenvolvimento da economia local. Ela iniciou com R$ 5 mil e investiu na criação de suínos. Para lucrar mais, vende os filhotes para economizar na ração. “Quando acabar esse empréstimo de R$ 5 mil irei acessar outro crédito para ampliar produção de mandioca que será vendida para a Ambev utilizar na fabricação de cerveja. Meu medo de banco acabou, hoje vejo como investimento”, pontuou.

MAIS IDH

MAIS IDH

Segundo o gestor Regional da Agerp-MA de Chapadinha, Givanildo Ramos, a assistência técnica, nesse processo de crescimento do agricultor, é fundamental, porque, foi por meio dos técnicos que os agricultores tiveram conhecimentos nos trâmites para o acesso ao crédito. “Este crédito aliado a assistência técnica vai gerar emprego e renda para os agricultores familiares do município”, declarou.

Extensão Rural

A assessora técnica do Mais IDH, Viviane Anchieta, explicou que a presença dos técnicos do Mais IDH no município vai além do eixo produtivo, mas é trabalhado transversalmente os contextos sociais e ambientais. “Eles não atendem apenas os 300 agricultores cadastrados no Mais IDH, eles acompanharam famílias que os procuraram para tirar dúvidas sobre produção de alimentos e acesso a crédito”, disse.

Um exemplo disso foi o produtor Marcelo Portugal, da comunidade Estiva, que sempre quis criar suínos, mas não sabia por onde começar.

MAIS IDH

MAIS IDH

“Eu não sou cadastrado no Mais IDH, então eu ficava vendo as coisas acontecerem até que um dia procurei os técnicos do Mais IDH e comecei a perguntar e eles me ajudaram. Fiz um empréstimo do Pronaf Mais Alimentos no valor de R$ 15 mil reais e estou investindo em suínos. Iniciamos com a construção das pocilgas, custeio e compras dos animais, cinco fêmeas e um macho reprodutor”, declarou Marcelo Portugal.