Maranhão participa de Intercâmbio de Projetos de CAR, em Brasília

CAR

CAR

Nos dias 28 e 29/05 (terça e quarta-feira), a secretária Adjunta de Extrativismo, Povos e Comunidades Tradicionais da SAF, Luciene Dias Figueiredo e a representante da Unidade Gestora do Projeto, Luciana Coutinho, participaram, em Brasília, do Intercâmbio de Projetos de Cadastro Ambiental Rural (CAR), apoiados pelo Fundo Amazônia.

Na ocasião, os participantes conheceram o Projeto de Cooperação com o Fundo Amazônia/BNDES, firmado em 2011 entre a cooperação alemã, por meio da Gesellschart für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) e o BNDES.

Segundo a secretária Adjunta da SAF, Luciene Dias Figueiredo o evento foi uma oportunidade de trocar experiencias com os Estados sobre a execução do Cadastro Ambiental Rural (CAR), como também, conhecer a importância que o Fundo Amazônia tem como financiadora na implementação da política do CAR a nível nacional.

“Esse intercâmbio foi fundamental porque tivemos a oportunidade de conhecer a realidade de cada estado. Percebemos em todas as demonstrações que, se a malha fundiária do estado estiver ordenada, regularizada, a política de CAR terá mais sucesso. Além disso, é fundamental que o público beneficiado tenha conhecimento sobre a importância do CAR, esse aspecto é primordial no sucesso da política”, explicou Luciene Dias Figueiredo.

Ana Carolina Crisostomo da Silva, Consultora da GIZ e integrante da equipe de avaliação do CAR Fundo Amazônia, afirmou que momentos como esse são importantes para entender a contribuição que esses projetos estão gerando para implementação do Código Florestal, através dessa primeira etapa que é CAR.

“Através do Intercâmbio a gente está buscando compreender esses resultados e impactos principais para implementação dos projetos e fomentar essa troca de experiencia entre os estados. Aqui nós temos os estados do Maranhão, Tocantins, Ceará, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Acre, Amazonas, Espírito Santo, Bahia, Roraima e Rondônia e cada um desses estados estão em diferentes estágios, uns começando, outros no meio do caminho alguns já finalizados os processos. Tudo isso, são experiencias que somam”, explicou Ana Carolina.