Piscicultura é fonte de renda para agricultores familiares de Santo Amaro

IMG_2379

Mais IDH

Agricultores familiares do povoado Pedra, no município de Santo Amaro, estão apostando na piscicultura como uma nova opção de renda. A criação de peixes está, aos poucos, dividindo espaço com outras culturas nas pequenas propriedades do município, que é atendido pelo Plano Mais IDH, do Governo do Estado.

A família Oliveira é exemplo de que a piscicultura é fonte de renda e o trabalho em família é a força do sucesso da produção. A atividade tem a participação dos pais, Francisco das Chagas e Joana Oliveira, e das filhas Jordana, Domingas e Francisca Oliveira.

“Quando o projeto do Governo veio para nossa comunidade, cada família decidiu investir num tipo de produção, justamente pensando na venda dos alimentos. Porque, se todas as famílias decidissem investir num único projeto não teríamos para quem vender. Então, a nossa família se uniu e decidimos investir no projeto de piscicultura”, disse Francisca Oliveira.

Inicialmente, a família construiu cinco tanques para criação de peixes do tipo tilápia. Em cada tanque é possível o manejo de 150 a 200 peixes. A produção serve para o sustento das famílias e o excedente é vendido na comunidade.

“Começamos a trabalhar com o projeto de piscicultura há mais de um ano. Hoje, a nossa vida melhorou muito, porque o que a gente produz a gente se alimenta e, também, comercializa na comunidade. Com o dinheiro, compramos a ração para os peixes e coisas para gente e para nossa casa, explicou Francisca Oliveira, beneficiária do Mais IDH.

IMG_2420

Mais IDH

Segundo Joana Oliveira, o acompanhamento técnico e o trabalho em grupo familiar foi fundamental para o sucesso do projeto. “Nosso trabalho só tem essa força e esse resultado porque trabalhamos unidos, em grupo, eu com meu esposo e minhas filhas. Além disso, o acompanhamento técnico é muito importante porque, se hoje estamos trabalhando dentro das técnicas de produção, com escalonamento da produção e preservação do meio ambiente, foi graças ao técnico que nos acompanha e nos orienta”, afirmou.

“Nos 30 municípios onde o Plano Mais IDH está sendo executado, é possível avaliar que, no eixo produção e renda, nossos beneficiários estão tendo qualidade de vida. Iniciamos com fomento, acompanhamento técnico e apoio à comercialização. Este é um trabalho que está dando certo e que envolve todo o Sistema de Agricultura Familiar do Estado”, afirma o secretário de Estado da Agricultura Familiar, Júlio César Mendonça.

O Sistema de Agricultura Familiar, Sistema SAF, é formado pela Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (SAF), Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e de Extensão Rural do Maranhão (Agerp/MA) e Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (Iterma/MA).

O técnico do Mais IDH, Magno Zilmar, que acompanha os agricultores familiares de Santo Amaro conta que as famílias não tinham visão empreendedora, produziam para o consumo e boa parte dos alimentos eram desperdiçados nas áreas de produção.

“Com a chegada do Mais IDH em Santo Amaro, os agricultores familiares que nós acompanhamos têm qualidade de vida. Além da segurança alimentar que as famílias têm, hoje, elas estão mais empreendedoras, visam a aquisição de renda; e o Governo do Estado tem proporcionado a comercialização do excedente da produção nas feirinhas semanais na sede do município e nos programas de compras institucionais”, enfatizou Magno Zilmar.

 

____

Fonte: SAF

Texto: Claudilene Maia