Programa Cisternas já entregou mil tecnologias de acesso à água para agricultores e estudantes da zona rural do Maranhão

ENTREGA CISTERNAS

ENTREGA CISTERNAS

Nesta última semana (23 e 24/08), agricultores familiares e estudantes da zona rural dos municípios de Buriti, Chapadinha, Milagres do Maranhão e Nina Rodrigues foram beneficiados com 152 tecnologias sociais de acesso à água, sendo 110 cisternas telhadão multiuso de 25 mil litros de água destinada à produção de alimentos e 42 cisternas escolares de 52 mil litros de água destinada ao consumo de toda comunidade escolar da rede pública da zona rural. Ao todo, o programa cisternas já entregou mil tecnologias de acesso à água no Maranhão.

“Desde 2016, o programa Cisternas tem avançado no Maranhão. Até agora já investimos R$ 10.822.919 milhões, sendo R$ 3.192.716 para construção de 232 cisternas escolares destinadas aos nossos estudantes da zona rural, pois é um direito das crianças terem água de qualidade para o preparo dos alimentos da merenda escolar”, disse o secretário de Estado da Agricultura Familiar, Júlio César Mendonça.

ENTREGA CISTERNAS

ENTREGA CISTERNAS

“Também investimos R$ 7.630.202 mil com a construção e entrega de 768 cisternas para fortalecer a produção de alimentos da agricultura familiar, onde mesmo no período de estiagem, os agricultores terão condições de produzir, ter renda, segurança alimentar e nutricional”, completou Júlio César.

Para a diretora da Escola Antão Filho, do povoado Baturité no município de Chapadinha, Élida Paiva, as dificuldades de água na escola atrapalha o aprendizado dos alunos. “Nós temos 240 alunos e mais os professores, que dependem de água fornecida pelo carro pipa para abastecer uma caixa com capacidade de mil litros de água. A cada dois dias o carro precisa abastecer, caso contrário nós mandamos as crianças para casa comprometendo o aprendizado delas”, comenta.

ENTREGA CISTERNAS

ENTREGA CISTERNAS

“Com essa cisterna de 52 mil litros nós estamos muito felizes porque água não será mais problema na nossa escola”, comemora Élida Paiva.

Além do município de Chapadinha que recebeu 15 cisternas escolares, o município de Buriti e Nina Rodrigues receberam 15 e 12 cisternas escolares, respectivamente. Já o município de milagres recebeu 20 cisternas para produção (telhadão multiuso com capacidade de 25 mil litros) e Nina Rodrigues 90 cisternas.

O programa Cisternas não leva melhoria apenas para as famílias beneficiadas, mas valoriza a mão de obra local, como conta seu João Batista. “Quando a entidade chegou aqui na comunidade para fazer as cisternas, nós fomos capacitados para construir. Como eu estava desempregado eu agarrei essa oportunidade. Por quinzena chego a receber com meu trabalho R$ 1.400,00 reais. Esse dinheiro veio em boa hora e está ajudando a sustentar minha família”, explicou seu João Batista.

CISTERNAS ESCOLARES

CISTERNAS ESCOLARES

Cisternas escolares –  O sistema permite a captação de água da chuva que é armazenada em um reservatório com capacidade para até 52 mil litros de água. Construída com placas de cimento, a cisterna garante água de qualidade por até oito meses. Os reservatórios também evitam a contaminação por verminoses e doenças.

Cada cisterna tem um custo médio de R$ 13.700 mil. Antes da construção do reservatório, pais e funcionários das escolas aprendem como armazenar e tratar a água. Durante a capacitação, também são abordados temas como higiene, segurança alimentar e nutricional e como conviver com a seca.

CISTERNAS PARA PRODUÇÃO

CISTERNAS PARA PRODUÇÃO

Cisternas para produção –   No maranhão, o programa tem investimento de R$ 40 milhões de reais para construção de mais de 4 mil cisternas telhadão multiuso beneficiando 16 municípios, destes, oito fazem parte do Plano ‘Mais IDH’.

O programa Cisterna é um programa do Ministério do Desenvolvimento Social- MDS executado em parceria com os estados e, tem como objetivo a promoção do acesso à água para o consumo humano e para a produção de alimentos por meio da implementação de tecnologias sociais simples e de baixo custo.