São João do Sóter recebe aves da raça Canela Preta e deve ser polo de produção e distribuição

Canela Preta

Canela Preta

O município de São João do Sóter, uma das cidades que compõem o Plano Mais IDH, recebeu, no sábado (27) passado, 100 pintos da raça Canela Preta, entregues pelo Governo do Estado, por meio de parceria entre a Universidade Estadual do Maranhão (Uema), o Sistema da Agricultura Familiar e a Prefeitura. Com esta ação, o povoado Santo Antônio tem projeção de se transformar em um polo de produção e distribuição destas aves.

A iniciativa faz parte de um projeto aprovado pelo edital Iniciativas Mais IDH, pela Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema). O projeto conta com o suporte técnico do Sistema da Agricultura Familiar, por meio da equipe técnica do Mais IDH e da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e de Extensão Rural do Maranhão (Agerp) e Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged).

“Este projeto é muito importante, pois integra toda família na cadeia produtiva.  Queremos que São João do Sóter sirva como modelo para o Mais IDH, que os agricultores desse povoado sejam exemplo para as demais associações”, afirmou a professora adjunta da Uema, coordenadora da ação, Luiza Daiana da Silva Formiga.

Para o secretário de Estado da Agricultura Familiar, Júlio César Mendonça, a iniciativa colabora com a efetivação de políticas públicas voltadas para o fortalecimento da agricultura familiar. “Combate à pobreza nos municípios mais pobres do Maranhão”.

Canela Preta

Canela Preta

”O coordenador municipal de Agricultura de São João do Sóter, Antônio Bispo Júnior, destacou que o objetivo é expandir a ação para outras localidades. “É importante o auxílio da Secretaria aos agricultores do município. Esse é um trabalho novo, pioneiro na região que vem trazer renda e melhor qualidade de vida para os agricultores, como atividade alternativa inovada”, disse.

Curso

Além de receber os pintos de raça, os moradores participaram de um curso de capacitação, onde aprenderam a fazer o manejo alimentar, sanitário e reprodutivo. “O nosso objetivo aqui é torna-los matrizeiros e possam fornecer pintos e ovos de qualidade. Isso vai gerar renda para as famílias, vai garantir uma alimentação digna e saudável, e conhecimento para que o agricultor tenha sucesso em seu próprio negócio”, ressaltou o empreendedor rural, Miguel Cavalcante, que ministrou o curso.

Francidário Lima Conceição é um dos agricultores participantes da ação e está otimista com a implantação do projeto no povoado. “O curso foi muito bom porque aprendemos o manejo correto. A gente está aprendendo algo novo, que vai transformar nossas realidades e através disso virão outros projetos e mais oportunidades de crescimento”, disse.

A raça de galinha caipira Canela-Preta é caracterizada por possuir tarso e falanges de coloração preta, corpo predominantemente preto e possuidoras de uma carne de coloração mais escura, se comparado com as demais galinhas caipiras brasileiras.

FONTE: SAF/Prefeitura de São João do Sóter