Sistema SAF participa do 14º Fórum de Gestores da Agricultura Familiar, em Recife

Sistema SAF participa do 14º Fórum de Gestores da Agricultura Familiar, em Recife

Sistema SAF participa do 14º Fórum de Gestores da Agricultura Familiar, em Recife

O Sistema da Agricultura Familiar (SAF, Agerp, Iterma) participou do 14º Fórum de Gestores e Gestoras Responsáveis pelas Políticas de Apoio à Agricultura Familiar do Nordeste, realizado nos dias 28 e 29, em Recife (PE).

O evento reuniu os secretários nordestinos de Agricultura, Desenvolvimento Agrário e Desenvolvimento Rural, o Maranhão foi representado pelo secretário de Estado da Agricultura Familiar (SAF), Júlio César Mendonça; pela secretária Adjunta de Extrativismo da SAF, Luciene Dias Figueiredo; a presidenta da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp), Loroana Santana; e representando o Instituto de Colonização e Terras do Maranhão, Anny Linhares.

Em sua 14ª edição, o Fórum buscou um plano conjunto em defesa da agricultura familiar e desenvolvimento agrário, com a meta de se consolidar como um espaço de reflexão e proposição de políticas para o desenvolvimento rural.

O secretário da SAF, Júlio César Mendonça, ressaltou que esta é a hora de avançar e o Fórum é uma troca de experiências com outros estados e movimentos sociais. “O evento é um meio de repensar a forma de agir e avançar no sentido de que a agricultura familiar ocupe um espaço de desenvolvimento, o Nordeste precisa se unir e fortalecer as ações em benefício dos homens e mulheres do campo,” disse o secretário Júlio.

Durante os dois dias de evento, foram realizadas reuniões dos Grupos de Trabalho sobre Mulheres; órgãos estaduais de Ater; povos e comunidades tradicionais e órgãos estaduais de terra e parlamentares pela agricultura familiar e reforma agrária. No GT de Mulheres e de Povos e Comunidades Tradicionais e órgãos de terra, a secretária Adjunta de Extrativismo da SAF ressaltou a importância de levar políticas públicas às mulheres trabalhadoras rurais e a participação ativa delas no desenvolvimento das comunidades.

“Discutimos nos grupos de trabalho sobre o fortalecimento das políticas públicas que favoreçam as mulheres trabalhadoras rurais para que possam estar acessando políticas de regularização fundiária, Ater, e também, a participação das mulheres extrativistas, pescadoras, marisqueiras nas ações de desenvolvimento da agricultura familiar, socio biodiversidade e agroecologia,” ressaltou a secretária Adjunta Luciene.

Sobre o GT de regularização de terras e povos e comunidades tradicionais, a secretária Adjunta Luciene destacou que, “é importante os órgãos de terras estarem organizados, fortalecidos, tanto com politicas quanto recursos humanos e tecnologias para fazer a regularização de terras tradicionais de famílias que vivem ali centenariamente.”

No 14º Fórum, foram discutidos e debatidos os desafios para o setor e a necessidade de criação de um novo programa de crédito para a agricultura familiar, ampliação das oportunidades de geração de renda e ocupações no meio rural, utilização das vantagens competitivas da alimentação saudável, adensamento das cadeias produtivas, regularização fundiária, melhoria do acesso à assistência técnica, entre outras metas apresentadas durante o encontro.

Fonte: SAF

Texto: Samara Andrade/SAF